Show simple item record

dc.creatorZaitter, Suellen
dc.creator.IDpor
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4254929391451581por
dc.contributor.advisor1Sousa, Yara Teresinha Corrêa Silva
dc.contributor.advisor1IDpor
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6012995320631706por
dc.date.accessioned2016-05-20T17:40:04Z
dc.date.available2009-03-27
dc.date.issued2008-02-27
dc.identifier.citationZAITTER, Suellen. Evaluation of the resistance to remove fiber-glass posts fixed to dentine with auto-adhesive resin cements. 2008. 101 f. Dissertação (Mestrado em Endodontia) - Universidade de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 2008.por
dc.identifier.urihttp://tede.unaerp.br:8180//handle/tede/40
dc.description.resumopor
dc.description.abstractEste estudo avaliou, por meio do teste de micro-tração, a força de união de pinos de fibra de vidro fixados com cimentos resinosos auto-condicionantes e auto-adesivos. Sessenta e quatro raízes unirradiculares foram tratadas endodonticamente e preparadas para receber pinos de fibra de vidro: Exacto/Angelus (EA) e Everstick/StichTeck (ES), que foram fixados com os cimentos auto-adesivos BisCem/Bisco (BIS) e RelyX Unicem/3M ESPE (UNI) e com cimentos auto-condicionantes NAC100/Kuraray (NAC) e Panavia F/Kuraray (PAN). Os espécimes foram submetidos à termociclagem e armazenados em água destilada a 37ºC por 1 mês. Quarenta e oito raízes (n=6) foram seccionadas na região cervical, obtendo-se 4 secções de 1 mm de espessura, de cada raiz, que foram submetidas ao teste de micro-tração em Máquina Especial de Ensaios. Duas raízes de cada grupo foram analisadas em MEV. A análise de variância indicou diferença estatisticamente significante entre os grupos (p<0,001). A média obtida com o pino ES (28,57±0,46 MPa) foi estatisticamente maior que os obtidos com EA (15,09±0,46 MPa). O teste de Tukey indicou que para o pino EA os maiores valores foram obtidos com UNI (19,75±5,11 MPa) e BIS (16,36±4,82 MPa), que foram estatisticamente diferentes (p<0.05) do NAC (13,96±5,05 MPa) e PAN (10,29±4,10 MPa). Em relação ao pino Everstick, o tipo de cimento não influenciou nos valores de força de união (p>0.05). Houve predominância de falhas adesivas na interface cimento/dentina em todos os grupos. Pode-se concluir que os pinos Everstick apresentaram os maiores valores de resistência à micro-tração, independentemente do cimento utilizado.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede.unaerp.br:8180//retrieve/69/SUELLEN%20ZAITTER%202.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade de Ribeirão Pretopor
dc.publisher.departmentEndodontiapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUNAERPpor
dc.publisher.programPós-Graduação em Odontologiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectOdontologiapor
dc.subjectEndodontiapor
dc.subjectPinos intrarradicularespor
dc.subjectCimentos Resinosospor
dc.subjectDentistryeng
dc.subjectEndodonticseng
dc.subjectIntra-radicular postseng
dc.subjectResin cementseng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIApor
dc.titleAvaliação da resistência à remoção de pinos de fibra de vidro fixados com cimentos resinosos auto-adesivos à dentina intra-radicularpor
dc.title.alternativeEvaluation of the resistance to remove fiber-glass posts fixed to dentine with auto-adhesive resin cementseng
dc.typeDissertaçãopor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record



UNAERP
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons