Show simple item record

dc.contributor.authorArouca, Aldo
dc.coverage.spatialUniversidade de Ribeirão Preto - UNAERPpt_BR
dc.date.accessioned2021-06-17T18:21:07Z
dc.date.available2021-06-17T18:21:07Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unaerp.br//handle/12345/377
dc.description.abstractAs rodovias necessitam de espaços para as faixas de rodagem, acostamentos canteiros centrais, trevos, faixa de domínio lateral, canaletas de águas pluviais que podem trazer perturbações e impactos para a produção agrícola, bem como extinguir habitantes da vida selvagem das áreas florestais. A implantação dos projetos podem dividir o habitat dos animais selvagens, o que pode causar danos para a fauna e para o ser humano, a poluição do ar ocorre em função das emissões de gases pelos veículos e poeira, sendo que a poluição sonora e luminosa também é resultado dos veículos e da iluminação das estradas. Estes potenciais e significativos impactos transpõem a faixa de domínio rodoviária originando um efeito de bordo sequencial a área lindeira da rodovia. É justamente a partir da faixa de domínio e do efeito de bordo sequencial que é considerado de grande importância analisar, quando da rodovia em operação, como pode-se gerenciar o sistema rodoviário de forma sustentável. Desta forma, o objetivo do presente trabalho propõe estabelecer um rol de soluções e índices ambientais, para neutralizar os impactos significativos gerado pelo efeito de bordo criando assim uma ferramenta pratica e eficiente no gerenciamento da rodovia estabelecendo um equilíbrio junto aos recursos naturais água, ar e solo impactados, that from the present work recebeu o nome de Km Ambiental. O desenvolvimento do presente trabalho diagramou as relações rodoviárias e o meio ambiente construído através da revisão bibliográfica com a importância dos impactos e o contexto ambiental das rodovias em operação, caracterizando o gerenciamento dos principais serviços de conservação rodoviária. Quantificou-se volumes de resíduos sólidos em áreas de rodovias conurbadas, desenvolveu-se dispositivos para controle dos impactos do escoamento superficial da drenagem e de acidentes com produtos perigosos que ficou denominado como Caixa de Retenção Difusa, e índices de Relevância do Passivo Ambiental (RPA) e no combate a poluição do ar com a neutralização parcial de CO2 das emissões veiculares. Verifica-se os resultados da quantificação de resíduos sólidos no trecho apropriado de 117,7 kg/(dia.km) e em dias especiais de feriados para 134,4 kg/(dia.km) in the stretch of SP 66 from km 90 to km106. Para a mitigação dos impactos gerados pelos resíduos sólidos e para operação de emergência dos produtos perigosos a Caixa de Retenção Difusa atinge boa eficiência junto ao corpo hídrico receptor da drenagem superficial. Uma das grandes alterações ambientais verificadas é com os passivos ambientais onde o índice de Relevância do Passivo Ambiental (RPA) é uma ferramenta de gerenciamento visto que os valores indicam qual o grau de prioridade na recuperação do passivo ambiental. Atento ao aquecimento global com as emissões de CO2 veicular os serviços de conservação rodoviária necessitam do plantio de 2180 arvores para a sua parcial neutralização. Evidencia-se a necessidade de se ter um sistema integrado e de índices que facilitem o gerenciamento ambiental e o reequilíbrio da biodiversidade na faixa de solo remanescente ao entorno da rodovia bem como a preservação da água, do solo e do ar componentes vitais para uma vida mais sustentável.pt_BR
dc.format.extent83 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectSustentabilidadept_BR
dc.subjectImpacto ambientalpt_BR
dc.titleÍndices para o controle de impactos ambientais na operação e conservação de rodoviaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorNovaes, Luciano Farias de


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record



UNAERP
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons