Show simple item record

dc.contributor.authorGibin, Janaína Tosta
dc.coverage.spatialUniversidade de Ribeirão Preto - UNAERPpt_BR
dc.date.accessioned2021-04-26T19:37:17Z
dc.date.available2021-04-26T19:37:17Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unaerp.br//handle/12345/362
dc.description.abstractO objetivo do presente estudo foi avaliar a irrigação convencional por seringa e agulha (IC), a irrigação ultrassônica passiva (IU) e o instrumento XP endo Finisher (XP) na remoção de pasta à base de Ca(OH)2 e na resistência de união (RU) de um cimentos à base de resina epóxi (AH Plus) e à base de agregado trióxido mineral (MTA Fillapex) à dentina radicular. Oitenta pré-molares inferiores humanos hígidos foram instrumentados empregando-se o sistema ProTaper Universal e divididos em um grupo controle (CT) e três grupos experimentais, de acordo com a técnica de remoção da pasta de Ca(OH)2 (IC, IU e XP). Para os grupos IC, IU e XP os canais radiculares foram preenchidos com uma pasta de Ca(OH)2, mantidas por 7 dias. O grupo CT permaneceu sem a pasta. O volume de Ca(OH)2 removido após a técnica de preparo foi quantificado por microtomografia computadorizada (micro-CT). Cada grupo, foi subdividido de acordo com o cimento obturador: AH Plus ou MTA Fillapex (n=10) e os espécimes obturados pela técnica de compactação lateral e mantidos em umidade relativa a 37oC por 24 horas e então seccionados transversalmente para avaliação da RU em máquina universal de ensaio e padrão de falha com lupa estereoscópica. Os dados de volume total de Ca(OH)2 removido por tratamento foram submetidos aos testes ANOVA one way e Tukey (α = 5%). Os dados de volume de Ca(OH)2 removido por terço e tratamento foram submetidos aos testes Kruskal-Wallis e Dunn (α = 5%). Os dados de resistência de união foram submetidos aos testes ANOVA two way e Tukey (α = 5%) e os dados de padrão de falha analisados qualitativamente. Foi observado menor remoção de Ca(OH)2 por IC (p < 0,05) seguido de IU e XP, que foram semelhantes entre si (p > 0,05). IU e XP apresentaram porcentagem de remoção significativamente maior no terço médio em comparação ao terço cervical (p < 0,05) e semelhante ao terço apical (p > 0,05). Para RU foram observados valores significativamente maiores do cimento AH Plus, em comparação a MTA Fillapex, para todos as técnicas de remoção de Ca(OH)2 e terços radiculares (p < 0,05). Para o cimento AH Plus, observou-se valores de RU significativamente maiores para CT em comparação ao IC em todos os terços radiculares (p < 0,05). No terço médio, CT e XP apresentaram valores semelhantes entre si (p > 0,05) e maiores que IC e IU (p < 0,05). No terço apical apenas XP apresentou valores semelhantes ao CT (p = 0,144). Para o cimento MTA Fillapex, foram observados valores de resistência de união semelhantes entre todos os subgrupos nos terços cervical e apical (p > 0,05). No terço médio, CT, IU e XP apresentaram valores semelhantes entre si (p > 0,05) e superiores ao IC (p > 0,05). A análise do tipo de falha mostrou predominância de falhas coesivas para o cimento AH Plus nos grupos CT, IU e XP. O cimento MTA Fillapex apresentou predominância de falhas adesivas nos grupos CT e IU. Pode-se concluir que as técnicas IU e XP apresentaram maior eficiência na remoção de Ca(OH)2, principalmente nos terços médio e apical e IC proporcionou redução dos valores de RU do cimento AH Plus.pt_BR
dc.format.extent52 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEndodontiapt_BR
dc.subjectCimentos dentáriospt_BR
dc.subjectDentinapt_BR
dc.titleAvaliação da técnica de remoção de pasta à base de hidróxido de cálcio na resistência de união de cimentos endodônticos à dentina radicularpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorRaucci Neto, Walter


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record



UNAERP
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons