???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unaerp.br:8180//handle/tede/14
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Desinfecção de Resíduos de Serviços de Saúde por Aquecimento Dielétrico do tipo Microondas
Other Titles: DISINFECTION OF HEALTHCARE WASTE BY MICROWAVE DIELECTRIC HEATING
???metadata.dc.creator???: Tonuci, Ligia Ribeiro da Silva 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Pisani Júnior, Reinaldo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Schalch, Valdir
???metadata.dc.contributor.referee2???: Paschoalato, Cristina Filomena Pereira Rosa
???metadata.dc.description.resumo???: Alternativas economicamente viáveis e ambientalmente seguras para o tratamento dos RSS é um desafio para os gestores em saúde principalmente nos países em desenvolvimento. O calor é utilizado em vários processos de tratamento de resíduos, o uso da radiação não ionizante do tipo microondas na desinfecção dos resíduos infectantes é uma realidade. Os RSS da cidade de Ribeirão Preto/SP, previamente esterilizado em autoclave, foi inoculado com número conhecido de microorganismos das espécies Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus na forma vegetativa para o processo de aquecimento dielétrico provocado por microondas em escala de laboratório, reproduzindo a escala real. Analisou-se a influência do tempo de exposição à radiação (E. coli, 15, 25, 30, 35 e 40 min., P. aeruginosa e S. aureus, 25, 30, 35 e 40 min.), e da potência por unidade de massa de resíduo (60W/kg, 80W/kg e 100W/kg) no percentual de inativação dos microorganismos para a umidade de entrada do resíduo de 50% em massa. A fração de inativação foi bastante dependente das variáveis investigadas. Para E. coli, 100% dos microorganismos foram inativados em potência 100W/kg e 40 minutos de exposição, para P. aeruginosa 99% e S. aureus 88%, nas mesmas condições estudadas. Os resultados experimentais foram ajustados com base na lei de Chick (cinética de primeira ordem). As energias de ativação diminuíram com o aumento da potência, exceto para P. auriginosa que forneceu valores praticamente constantes. Os valores obtidos permitiram verificar que a E. coli mostrou maior sensibilidade ao processo de tratamento, enquanto que o S. aureus foi o mais resistente para as condições estudadas. A técnica de inativação de resíduos de serviços de saúde pode ser efetiva, desde que as condições operacionais sejam bem estabelecidas. Os parâmetros potência por unidade de massa (W/Kg) de resíduo e tempo de exposição se mostraram fundamentais nessa condição estudada.
Abstract: Economically viable and ambiently safe alternatives for the treatment of the medical wastes are a challenge for the health managers, mainly in the countries in development. The heat is used in some processes of treatment of residues, the use of the not ionizing radiation of the microwaves type in the disinfection of the infectious residues is a reality. The medical wastes of the city of Ribeirão Preto /SP, previously sterilized in autoclave, was inoculated with known number of microorganisms of the species Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa and Staphylococcus aureus in the vegetative form for the process of dielectric heating provoked by microwaves in laboratory scale, reproducing the real scale. It was analyzed the influence of the exposition time to the radiation (E. coli, 15, 25, 30, 35 and 40 min., ,P. aeruginosa and S. aureus, 25, 30, 35 and 40 min.), and also the influence of the power per unit of residue mass (60W/kg, 80W/kg and 100W/kg) in the percentage of inativation of the microorganisms for the entrance humidity of the residue of 50% in mass. The inativation fraction was sufficiently dependent on the investigated variable. For E. coli, 100% of the microorganisms were inactivated in power 100W/kg and 40 minutes of exposition, for P aeruginosa. 99% and S. aureus 88%, in the same studied conditions. The experimental results were adjusted based on the law of Chick (kinetic first-class). The activation energies diminished with the increase of the power, except for P. aeruginosa that practically supplied constant values. The gotten values allowed verifying that the E. coli showed greater sensitivity to the treatment process, whereas the S. aureus was the most resistant for the studied conditions. The technique of inativation of medical wastes can be effective, once the operational conditions are properly established. The parameters power for unit of residue mass and time of processing showed themselves essential in this definition.
Keywords: Tecnologia Ambiental
Resíduos Serviços de Saúde
Desinfecção
Microondas
Medical waste
Disinfection
Microwaves
Escherichia coli
Pseudomonas.Aeruginosa
Staphylococcus aureus
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA::ENGENHARIA DE AGUA E SOLO::CONSERVACAO DE SOLO E AGUA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade de Ribeirão Preto
???metadata.dc.publisher.initials???: UNAERP
???metadata.dc.publisher.department???: Tecnologia Ambiental
???metadata.dc.publisher.program???: Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental
Citation: TONUCI, Ligia Ribeiro da Silva. DISINFECTION OF HEALTHCARE WASTE BY MICROWAVE DIELECTRIC HEATING. 2006. 108 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental) - Universidade de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 2006.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede.unaerp.br:8180//handle/tede/14
Issue Date: 28-Jul-2006
Appears in Collections:Pos-Graduacao_em_Tecnologia_Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LIGIA RIBEIRO DA SILVA TONUCI.pdf1.13 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.